Não são todos os brasileiros que estão investindo em alguma forma de economia. Muitos ainda estão procurando ativamente investir em poupança para a aposentadoria sem começar. Se você ainda estiver procurando ativamente para começar a investir e poupar para o futuro, primeiro precisará determinar seu perfil de investidor.

O que é o perfil de investidor?

Você provavelmente está se perguntando o que é um perfil de investidor? Um perfil de investidor define as preferências de um indivíduo nas decisões de investimento. Em outras palavras, o que é importante ao investir não é se o investimento é bom, mas se ele atende às suas expectativas com base no seu perfil de investidor.

Para entender melhor esse conceito, aqui estão cinco elementos principais a serem considerados ao avaliar seu perfil de investidor.

Tolerância ao risco do investidor

O elemento mais importante é a sua tolerância pessoal ao risco. É um reflexo de você, então é importante que você respeite isso. Investimentos não garantidos ou chamados de “alto risco” não são para todos. Para identificar seu grau de tolerância ao risco, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

Como eu me sentiria se o valor da minha carteira de investimentos falhasse?

Quão confiante estou de que meus investimentos acabariam recuperando seu valor?

Quanto eu estou disposto a perder?

Sua tolerância ao risco é o principal elemento de seu perfil como investidor, e não deve, em hipótese alguma, der deixada de lado.

Por quanto tempo vou investir meu dinheiro?

O segundo elemento a considerar é o seu horizonte de investimento. No mundo dos valores mobiliários, é geralmente aceito que os investimentos não garantidos (fundos mútuos, ações, títulos, etc.) são projetados para serem mantidos a longo prazo. A razão para isso é simples: se eles diminuem de valor, você precisa dar aos mercados financeiros tempo suficiente para se recuperar. Se o seu horizonte de investimento for inferior a quatro anos, você deve comprar investimentos garantidos (títulos de capitalização, títulos do tesouro, fundos de renda fixa).

O fato de ter um prazo também ajudará na hora de analisar seus objetivos financeiros e reestruturar sua carteira para atender às suas necessidades.

Perfil de investimento

Sua forma de lidar com os riscos é como o perfil do investidor é traçado para o melhor desempenho possível. (Foto: AARP)

Idade para investir

Sua idade é o terceiro fator a considerar, isso está ligado ao seu horizonte de investimento: quanto mais você envelhece, menos tempo terá de “esperar” para que os mercados se recuperem após o declínio acentuado. Quanto mais novo você for, mais tempo você terá.

A idade é um dos motivos pelos quais é necessário reavaliar quanto tempo deixará seu dinheiro investido. Isso porque os recursos alocados em um investimento de longo prazo podem, a medida que você envelhecer, serem melhor alocados em um investimento de curto prazo ou vice versa.

Objetivos de investimento

Seu objetivo de investimento é o quarto elemento a considerar. As pessoas fazem investimentos por cinco razões principais:

Segurança

Você quer preservar seu capital. Ao analisar essa razão, você está buscando não perder poder de compra, protegendo seus ativos e passivos da inflação ao longo do tempo. Essa segurança também é uma forma de compensar possíveis perdas salariais, como as ocasionadas por mudanças de emprego, formação de família, educação, entre outros.

Renda

Você quer ganhar uma renda em seu investimento ou retirar quantias fixas de tempos em tempos? Dependendo da renda que deseja obter, seus investimentos poderão ser melhor direcionados a uma ou outra finalidade. Nesse caso, prazos de saque e liquidação se tornam importantes, já que você pode querer ter recursos disponíveis mais rapidamente.

Saldo

Você quer um investimento que ofereça um equilíbrio de renda e crescimento. Ao analisar a performance dos investimentos, pode ocorrer de alguns darem prejuízo, outros darem lucro. Em sua estratégia, é importante ver quando o prejuízo é tolerável, ou seja, quando ainda é possível se recuperar, e quando é necessário desistir. Ao mesmo tempo, após um ganho alto em um investimento, pode ser a hora de reestruturar a carteira, pois esse investimento pode ter atingido seu potencial máximo de ganho. Ao fazer essa análise do saldo, você poderá aumentar seus ganhos totais sem aumentar seu risco.

Crescimento

Você quer aumentar seu capital. Investimentos que crescem mais rapidamente são mais arriscados, enquanto investimentos que mantém um crescimento constante ao longo do tempo são de menor risco. Analise o quanto de crescimento você quer, juntamente com o grau de risco que pode correr.

Especulação

Você deseja usar seu investimento para especular? Especulação é basicamente uma aposta. Mas não uma aposta às cegas. Com uma análise de mercado, é possível especular reduzindo os riscos e otimizando seus ganhos. Defina uma porcentagem que você pode especular sem grandes perdas.

Situação financeira

Por fim, você precisa levar em conta sua situação financeira. Você tem alguma dívida? Você tem algum investimento não registrado? Como está seu fundo de emergência? Ao escolher veículos de investimento, você deve definitivamente levar em conta essas questões, como algumas das vantagens de outras pessoas, especialmente do ponto de vista fiscal.

Este artigo destina-se apenas a fins informativos e não deve ser interpretado como aconselhamento jurídico, financeiro, fiscal ou outro. As circunstâncias ou elementos podem variar dependendo da sua situação individual. Nós encorajamos você a consultar um profissional de finanças pessoais antes de agir. E claro, o espaço de comentários abaixo está aberto a quaisquer perguntas e dúvidas que vocês possam ter e que possamos ajudar.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)