Aqui estão quatro maneiras de criar um portfólio de ações diversificado, mesmo que você não tenha muito dinheiro ou experiência com o mercado de ações. Você não vai ganhar muito no começo, mas seus ganhos podem rapidamente irem se acumulando em valores cada vez maiores.

Como investir em ações com pouco dinheiro: os fundos

Os fundos são coleções de ativos gerenciados por um profissional. As ações de fundos são compradas e vendidas por uma família de fundos. Existem diferentes tipos, incluindo fundos de ações, fundos de títulos e fundos especializados.

Um fundo de ações é um investimento composto por centenas ou milhares de diferentes ações de diferentes empresas. Ele pode se concentrar exclusivamente em empresas internacionais, nacionais, grandes, pequenas ou em crescimento. Pode possuir apenas ações em certas indústrias, como concessionárias, imobiliárias, mineradoras de ouro ou empresas de tecnologia.

Ter muitas ações individuais em um único investimento oferece diversificação instantânea e minimiza o risco ao longo do tempo. Sim, algumas ações pertencentes a um fundo podem cair, mas podem ser compensadas por outras que sobem.

Procure termos como large cap, mid cap e small cap nos nomes dos fundos de ações. Cap é a abreviação de capitalização de mercado, que é o valor das ações de uma empresa. Assim, um fundo mútuo de grande capitalização significa que ele possui apenas ações de grandes empresas.

Uma dica importante para a compra de fundos é procurar as taxas mais baixas possíveis. Todos os fundos mútuos cobram taxas para pagar os custos, como gerenciamento, administração e propaganda.

Por exemplo, um índice de despesas de 3% significa que a cada ano, 3% do total de ativos de um fundo serão usados ​​para pagar as despesas. A taxa sai do seu retorno anual potencial e reduz seus ganhos. Então, se você escolher um fundo semelhante que cobre apenas 1% ou menos, você obterá retornos mais altos com o tempo.

Como aplicar em ações com pouco dinheiro: fundo de índice de ações

Os fundos de índice são um tipo de fundo mútuo de ações que tenta igualar ou superar um índice de mercado, como o Standard & Poor’s 500 (S & P 500), Bovespa, Nasdaq, entre outros. Eles possuem grandes e diversificadas carteiras de ações individuais, que geralmente aumentam de valor ao longo do tempo.

Os fundos de índice são gerenciados passivamente, o que significa que eles não tentam obter ganhos rápidos comprando e vendendo investimentos subjacentes com frequência. Possuir fundos de índice oferece uma maneira fácil de obter ampla exposição ao mercado. E como eles não tem equipes de analistas de pesquisa ou despesas operacionais altas, eles cobram taxas relativamente baixas.

Investindo com pouco dinheiro

Invista mesmo com pouco dinheiro para começar a criar capital. (Foto: Auction.com)

Invista em ações com pouco dinheiro: fundo negociado em bolsa (ETF)

Na superfície, um ETF parece um fundo, porque ambos são coleções de ativos subjacentes, como ações, títulos, imóveis, commodities, moedas ou outros investimentos, dando-lhe uma diversificação acessível e conveniente.

Mas ao contrário de um fundo, um ETF negocia em uma bolsa (assim como uma ação), onde você pode rastrear seu preço e comprá-lo ou vendê-lo a qualquer momento em que o mercado estiver aberto. Com um ETF, você conhece exatamente as empresas ou os ativos que possui porque essas informações estão disponíveis diariamente. Com fundos, muitos só revelam suas participações em carteiras algumas vezes por ano. Então, os ETFs nunca deixam você adivinhando onde exatamente está seu dinheiro.

Como o índice de fundos mútuos, o objetivo de muitos ETFs é combinar um índice, como o S&P 500, usando um investimento passivo. Como mencionei, isso é diferente de fundos ativamente gerenciados que visam superar o mercado com várias estratégias de investimento e devem pagar a gestão pelos custos de pesquisa e transação em andamento.

Para fazer o trabalho, os ETFs geralmente não compram e vendem investimentos com frequência ou tem muita sobrecarga em comparação com as grandes famílias de fundos mútuos. A economia é repassada aos investidores.

Então, quando comparado com os fundos normais, muitos ETFs cobram taxas mais baixas. Além disso, muitos analistas de investimento descobriram que os fundos passivos, como ETFs e fundos de índice, pagam retornos mais altos ao longo do tempo do que os fundos administrados ativamente.

Investir em ações com pouco dinheiro: fundo ciclo de vida

Os fundos ciclo de vida, são um dos fundos mais novos e inovadores disponíveis. Você os verá oferecidos por famílias de fundos mútuos e fundos negociados em bolsa. Os fundos de ciclo de vida possuem diferentes tipos de investimentos (como ações, títulos, imóveis e dinheiro) e o administrador do fundo muda gradualmente a alocação de acordo com um período de tempo selecionado, como sua data de aposentadoria estimada.

Você conhecerá um fundo ciclo de vida, pois normalmente inclui um ano no nome, como Fundo de Aposentadoria 2030 ou o Fundo de Aposentadoria 2055. A data deve corresponder a quando você acredita que deseja se aposentar. Por exemplo, se você tem 35 anos e quer se aposentar daqui a 30 anos, em 2047, escolha o fundo com a data desejada mais próxima.

O que há de tão inteligente nesses fundos é que eles têm um “caminho de descida” que lentamente possui menos ações e mais títulos, quanto mais próximo você chegar da data prevista. Como as ações são o tipo de investimento mais arriscado, é sensato possuir uma proporção menor delas e se tornar mais financeiramente conservadora à medida que você se aproxima da aposentadoria.

Como esses fundos para datas-alvo já incluem uma mistura de classes de ativos (ações, títulos e moedas), você só precisa possuir um deles. A quantidade certa de ações é incorporada ao investimento, tornando-se uma solução fácil e de tamanho único.

Quanto você deve investir nesses fundos?

Quero deixar claro que nenhum dos investimentos mencionados acima é uma ação. Existem muitos outros tipos de investimentos, como títulos, imóveis, moedas e metais preciosos. E, como mencionei, os fundos mútuos são uma coleção de ativos, que pode incluir ações, se você escolher uma das quatro opções que eu analisei.

Como é tão arriscado, eu não aconselho investir dinheiro para ganhos de curto prazo. Então, perguntar quanto tempo levará para ver um lucro não é a pergunta certa. A melhor pergunta é: “quanto devo investir a cada ano para atingir minhas metas de longo prazo, como a aposentadoria?”. O quanto sua conta crescerá depende de muitos fatores, incluindo quanto você investe ao longo do tempo, os investimentos que você escolhe quanto tempo você possui, e se você usa uma conta tributável ou com vantagem fiscal.

Quantas ações você deve possuir?

Depois de abrir uma conta de aposentadoria, você precisará escolher os investimentos para possuir dentro dela. Você terá um menu de opções para escolher e também poderá ter acesso a um consultor ou custodiante que pode ajudar. Como mencionei, todo investidor deve possuir ações por meio de um fundo. Mas quantas ações é certo para você?

A resposta depende do seu apetite por risco, além de outros fatores, como sua idade e quando você quer se aposentar. Embora não exista uma alocação de recursos de tamanho único, em geral, quanto mais jovem você é, mais ações você deve ter.

Aqui está um atalho fácil para descobrir quantas ações você deve possuir: subtraia sua idade de 100 e use esse número como a porcentagem de fundos de ações a serem adquiridos em seu portfólio de aposentadoria.

Por exemplo, se você tem 40 anos, pode considerar manter 60% da sua carteira em ações. Se você tender a ser mais agressivo, subtraia sua idade de 110, o que indicaria 70% para as ações. Mas esta é apenas uma diretriz aproximada que você pode decidir mudar.

Você pode alocar sua porcentagem de ações para uma variedade de fundos de ações ou colocá-los em um único fundo de ações. O valor restante seria em outras classes de ativos, como títulos e dinheiro.

Faça um objetivo para investir um mínimo de 10% a 15% do seu rendimento bruto anual para a aposentadoria. Se você não pode reservar muito, comece pequeno. Mesmo investir 1% ou 2% é um ótimo começo. Em seguida, aumente suas contribuições em um ou dois por cento a cada ano.

Ter a opção de começar pequeno é outro benefício de possuir fundos de ações. Ao contrário de outros tipos de investimentos, como imóveis ou empresas, você não precisa de muito dinheiro para comprá-los.

Minimize o risco com uma estratégia de compra e retenção de ações

Uma das maneiras mais poderosas de construir riqueza e segurança financeira é, na verdade, muito simples. Basta escolher fundos de baixo custo dentro de uma conta de aposentadoria e contribuir com 10% a 15% de sua renda durante um longo período de tempo.

Não se iluda pensando que você precisa correr muito risco para ser um investidor. Se alguém recomendar que você compre esta ou aquela ação individual, sorria educadamente e diga “obrigado pela sua sugestão” e nunca aja com base nas informações.

Para a maioria dos investidores que não querem fazer uma carreira fora de ações, comprar ações individuais é uma má ideia. Tentar encontrar uma ou duas ações vencedoras é um jogo, não i, investimento inteligente e estratégico.

Comprar e manter um ou mais fundos diversificados minimiza o risco de investimento. Se o preço de uma ação em um fundo der um mergulho, não é grande coisa porque você possui centenas ou milhares de outras ações que podem estar se mantendo estáveis ou subindo.

Como vocês investem em ações? Quais valores alocam para investimentos em ações?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)