O hedge é uma prática que todo investidor deve conhecer. Não há como argumentar que a proteção da sua carteira de investimentos é tão importante quanto a valorização da carteira. O hedge é discutido mais do que é explicado, fazendo parecer que pertence apenas às esferas financeiras mais esotéricas. Bem, mesmo que você seja um iniciante, você pode aprender o que é o hedge, como funciona e quais técnicas os investidores e as empresas usam para se proteger.

O que é hedge?

A melhor maneira de entender o hedge é pensar nisso como um seguro. Quando as pessoas decidem se proteger, elas estão se protegendo contra um evento negativo. Isso não impede que um evento negativo aconteça, mas se isso acontecer e você estiver protegido adequadamente, o impacto do evento será reduzido. Então, o hedge ocorre em quase todos os lugares, e nós a vemos todos os dias. Por exemplo, se você comprar o seguro residencial, estará se protegendo contra incêndios, arrombamentos ou outros desastres imprevistos.

Gestores de carteiras, investidores individuais e corporações usam técnicas de hedge para reduzir sua exposição a vários riscos. Nos mercados financeiros, no entanto, o hedge torna-se mais complicada do que simplesmente pagar uma taxa a uma companhia de seguros todos os anos. A proteção contra o risco de investimento significa usar estrategicamente instrumentos no mercado para compensar o risco de movimentos adversos nos preços. Em outras palavras, os investidores protegem um investimento fazendo outro.

Tecnicamente, para fazer hedge, você investiria em dois títulos com correlações negativas. Claro, nada neste mundo é gratuito, então você ainda tem que pagar por este tipo de seguro de uma forma ou de outra.

Embora alguns de nós possam fantasiar sobre um mundo onde os potenciais de lucro são ilimitados e livres de riscos, o hedge não pode nos ajudar a escapar da dura realidade da troca de risco-retorno. Uma redução no risco sempre significará uma redução nos lucros potenciais. Portanto, a cobertura, em sua maior parte, é uma técnica não pela qual você ganhará dinheiro, mas pelo qual poderá reduzir a perda potencial. Se o investimento que você está protegendo fizer dinheiro, você terá tipicamente reduzido o lucro que poderia ter feito, e se o investimento perder dinheiro, seu hedge, se bem-sucedido, reduzirá essa perda.

Como os investidores se protegem com operações de hedge?

As técnicas de hedge geralmente envolvem o uso de instrumentos financeiros complicados conhecidos como derivativos, os dois mais comuns são opções e futuros. Não vamos entrar no âmago da questão de como esses instrumentos funcionam, apenas tenha em mente que, com esses instrumentos, você pode desenvolver estratégias de negociação em que uma perda em um investimento é compensada por um ganho em um derivativo.

Definição de hedge

O hedge é uma das maneiras de se proteger do risco e evitar perdas financeiras catastróficas. (Foto: pngtree.com)

Exemplo de hedge financeiro

Vamos ver como isso funciona com um exemplo. Digamos que você possua ações da Empresa Refrigerante (sigla ERG na Bolsa). Embora você acredite nessa empresa a longo prazo, está um pouco preocupado com algumas perdas de curto prazo na indústria de refrigerantes. Para se proteger de uma queda na ERG, você pode comprar uma opção de venda (um derivativo) na empresa, que lhe dá o direito de vender o ERG a um preço específico (preço de exercício). Essa estratégia é conhecida como put casado. Se o preço de suas ações cair abaixo do preço de exercício, essas perdas serão compensadas pelos ganhos na opção de venda.

O outro exemplo clássico de hedge envolve uma empresa que depende de uma determinada mercadoria. Vamos dizer que a Empresa Refrigerante está preocupada com a volatilidade do preço dos adoçantes usados para fazer os refrigerantes. A empresa estaria em apuros se o preço dos adoçantes subissem rapidamente, o que iria prejudicar gravemente seus lucros. Para proteger (hedge) contra a incerteza dos preços dos adoçantes, a ERG pode entrar em um contrato futuro (ou seu primo menos regulamentado, o contrato a termo), que permite à empresa comprar o adoçante a um preço específico em uma data definida no futuro . Agora a ERG pode fazer seu planejamento sem se preocupar com a mercadoria flutuante.

Se os adoçantes dispararem acima do preço especificado pelo contrato de futuros, a cobertura terá compensado porque a ERG economizará dinheiro pagando o preço mais baixo. No entanto, se o preço cair, a ERG ainda é obrigada a pagar o preço no contrato e, na verdade, teria sido melhor não fazer hedge.

Como existem muitos tipos diferentes de opções e contratos futuros, um investidor pode proteger-se contra praticamente qualquer coisa, incluindo ações, preço de commodities, taxa de juros ou moeda. Os investidores podem até se proteger contra o clima.

Quais as desvantagens do hedge?

Todo hedge tem um custo, portanto, antes de decidir usar o hedge, você deve se perguntar se os benefícios recebidos justificam a despesa. Lembre-se, o objetivo do hedge não é ganhar dinheiro, mas proteger-se das perdas. O custo do hedge, seja o custo de uma opção ou perda de lucros por estar do lado errado de um contrato futuro, não pode ser evitado. Este é o preço que você paga para evitar a incerteza.

Temos comparado a cobertura de seguros, mas devemos enfatizar que o seguro é muito mais preciso. Com o seguro, você é totalmente compensado por sua perda (normalmente menos uma franquia). A proteção de um portfólio não é uma ciência perfeita e as coisas podem dar errado. Embora os gerentes de risco estejam sempre buscando o hedge perfeito, é difícil alcançá-lo na prática.

O que significa hedge para você?

A maioria dos investidores nunca negociará um contrato derivativo em sua vida. Na verdade, a maioria dos investidores que compram e mantêm ignoram a flutuação de curto prazo. Para esses investidores, não há muito sentido em fazer hedge porque eles deixam seus investimentos crescerem com o mercado geral. Então, por que aprender sobre o hedge?

Mesmo que você nunca faça um hedge para sua própria carteira, você deve entender como isso funciona, porque muitas grandes empresas e fundos de investimento se protegerão de alguma forma. Companhias petrolíferas, por exemplo, podem se proteger contra o preço do petróleo, enquanto um fundo mútuo internacional pode se proteger contra flutuações nas taxas de câmbio. Uma compreensão da cobertura irá ajudá-lo a compreender e analisar esses investimentos.

O risco é um elemento essencial, ainda que precário, do investimento. Independentemente do tipo de investidor que se pretenda ser, ter um conhecimento básico das estratégias de hedge levará a uma melhor conscientização de como os investidores e as empresas trabalham para se proteger. Se você decidir ou não começar a praticar os intricados usos dos derivativos, aprender sobre como funciona o hedging ajudará a melhorar sua compreensão do mercado, o que sempre o ajudará a ser um investidor melhor.

Você já faz o hedge? Quais estratégias funcionam para sua carteira?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)