Um plano financeiro lhe dá um roteiro para lidar com seu dinheiro de uma forma que reduz o estresse e cria segurança. É crucial para atingir metas, como comprar uma casa ou criar uma fonte de segurança que durará muito depois de você ter coletado seu pagamento final.

Você pode fazer um plano financeiro por conta própria e até mesmo uma análise básica das etapas abaixo ajudará você a controlar seu dinheiro.

Você também pode querer obter ajuda. Conselheiros financeiros de baixo custo permitem que você facilite investimentos com baixo ou sem qualquer saldo mínimo. E começar é importante: evitar o mercado de ações prejudica sua capacidade de construir uma aposentadoria saudável. Você pode considerar a contratação de um consultor financeiro posteriormente para planejamento abrangente à medida que sua vida ganha complexidade.

Como fazer planejamento financeiro começando pelas metas?

Entender o que você quer vem em primeiro lugar. Faça seus objetivos inspiradores: como você quer que sua vida seja daqui a cinco anos? E em 10 e 20 anos? Você quer ter um carro ou uma casa? As crianças estão nos seus planos? Como você imagina sua vida na aposentadoria? Você começa com metas porque elas o inspirarão a completar os próximos passos e fornecer uma orientação enquanto você trabalha para tornar esses objetivos uma realidade.

Como fazer um plano financeiro vendo onde vai o seu dinheiro?

Tenha uma noção do seu fluxo de caixa mensal, o que está chegando e o que está saindo. Uma imagem precisa é a chave para criar um plano financeiro e pode revelar maneiras de direcionar mais para a poupança ou o pagamento da dívida.

Recomendamos os princípios orçamentários 50/30/20: Ponha 50% do seu salário líquido em necessidades (habitação, serviços públicos, transporte e outros pagamentos recorrentes), 30% em direção a desejos (refeições, roupas, entretenimento) e 20% em direção a poupança e pagamento da dívida.

Garanta sua aposentadoria no plano financeiro

Se você visitar um consultor, ele ou ela se perguntará: Você tem um plano de aposentadoria? Seja um plano de previdência privada ou investimentos, você precisa começar a se planejar para conquistar um futuro financeiro mais tranquilo. Todo plano financeiro deve ter uma ideia para poupar dinheiro para o futuro.

Planejamento financeiro

Um bom plano financeiro ajudará a catapultar suas ideias e planejamentos para o futuro. (Foto: Bizfluent)

Certifique-se de que as emergências não se transformem em desastres no seu plano financeiro

O alicerce de qualquer plano financeiro está em economizar dinheiro para despesas emergenciais. Você pode começar pequeno, com R$500 sendo suficientes para cobrir pequenas emergências e reparos, de modo que uma fatura inesperada não atrapalhe suas finanças. Seu próximo objetivo pode ser R$1.000, depois as despesas básicas básicas de um mês e assim por diante.

O crédito para construção é outra maneira de chocar seu orçamento. Bom crédito lhe dá opções quando você precisar deles, como a capacidade de obter uma taxa decente em um empréstimo de carro. Ele também pode aumentar o seu orçamento, obtendo taxas mais baratas de seguro e permitindo que você possa até fazer compras pagando menos juros.

Planeje combater a dívida com juros altos

Um passo crucial em qualquer plano financeiro: Pagar dívidas com juros altos “tóxicos”, como saldos de cartão de crédito, cheque especial, empréstimos pessoais e pagamentos de aluguel. As taxas de juros em algumas delas podem ser tão altas que você acaba pagando duas ou três vezes o valor emprestado.

Se você está lutando com a dívida rotativa, um empréstimo de consolidação da dívida ou um plano de gerenciamento da dívida pode ajudá-lo a incluir várias despesas em uma fatura mensal a uma taxa de juros menor.

Invista para construir suas economias

Investir soa como algo para pessoas ricas ou para quando você está estabelecido em sua carreira e vida familiar. Não é. Investir pode ser tão simples quanto colocar dinheiro em uma conta poupança e tão sem atrito quanto guardar suas sobras e trocados em um cofrinho.

Mas começar cedo é fundamental. Por exemplo: Digamos que, aos 25 anos, você invista R$200 em uma conta poupança com um rendimento percentual anual de 1,5% e continue adicionando R$200 por mês. Aos 67 anos, você terá pouco mais de R$140.000. Não é ruim.

No entanto, se você investir os mesmos R$200 por mês e ganhar uma média de 8% ao ano com investimentos conservadores, isso pode aumentar para mais de R$735.000 ao se aposentar.

Os investimentos financeiros usam uma variedade de ferramentas para investir em aposentadoria, casa ou faculdade. Seja em ações, títulos, poupança ou qualquer outro tipo de investimento, o importante é ter uma carteira diversificada para reduzir seus riscos.

 Construa uma plataforma financeira para proteger seu progresso

Com cada uma dessas etapas, você está construindo uma plataforma para proteger você e sua família contra contratempos financeiros. Conforme sua carreira progride, continue a melhorar suas bases financeiras aumentando as contribuições para suas contas de aposentadoria e investimentos. Preencha também seu fundo de emergência até ter de três a seis meses de despesas essenciais

Usando o seguro para proteger sua estabilidade financeira, um acidente de carro ou doença não é ruiim. O seguro de vida protege os entes queridos que dependem do seu rendimento. O seguro de vida a termo, cobrindo períodos de 10 a 30 anos, é uma boa opção para as necessidades da maioria das pessoas.

Ajuste e evolua seu plano financeiro à medida que você for envelhecendo

Um plano financeiro não é um documento estático, mas uma ferramenta para acompanhar seu progresso e ajustá-lo à medida que sua vida evolui. Se você quiser fazer a transição do modelo caseiro para ter a ajuda de um profissional, procure um consultor financeiro ou deixe nos comentários seu pedido de ajuda. Estamos aqui para auxiliar no que vocês precisarem!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)