Bitcoin significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Para alguns, é um futuro de movimentação livre de moeda desatada para qualquer banco central. Para outros, é uma entidade puramente digital de valor questionável e origem duvidosa. Mas o que é Bitcoin, no sentido mais básico? Será que é o investimento certo?

O que é Bitcoin?

Na maioria das conversas casuais, você pode se dar conta de que o Bitcoin é, basicamente, uma moeda digital. Mas é claro, é muito mais complicado que isso. Na verdade, são duas coisas muito mais complicadas.

O Bitcoin está conosco desde 2009, quando uma pessoa (ou grupo) sob o pseudônimo Satoshi Nakamoto introduziu uma plataforma (Bitcoin, maiúscula) que hospeda uma moeda digital (bitcoin, minúscula).

Bitcoin, a plataforma, é construída sobre o conceito de dados de “prova de trabalho”, que é caro e exige muito tempo para ser produzido, mas pode ser facilmente verificado. No caso do Bitcoin, a prova de trabalho é criada através do processo de “mineração”. Para extrair um bitcoin, um computador deve completar um algoritmo complicado, essencialmente passando pelo trabalho de um cálculo extenso em troca de uma moeda recém-cunhada. Esse pedaço de moeda digital vale o que quer que o mercado decida por oferta e demanda.

As transações são conectadas ao endereço Bitcoin de um usuário, que é armazenado em seu razão geral, chamado de blockchain. Se esse endereço estiver vinculado a uma identidade real, as transações poderão ser rastreadas até o usuário; se não é, eles não podem. Esse anonimato relativo torna a plataforma atraente para coisas como compras incógnitas na Internet.

Um componente-chave do blockchain do Bitcoin é o fato de ser um livro aberto e distribuído. Através da natureza distribuída deste livro, as transações no blockchain são verificadas pelo consenso de cada membro, oferecendo segurança e confiança sem um supervisor de terceiros.

Uma das coisas mais importantes que você deve ter em mente ao pensar sobre o que é Bitcoin (ou bitcoin): não existe uma única resposta. O Bitcoin é uma plataforma que hospeda um livro digital no qual as pessoas podem minerar, armazenar e negociar bitcoins, uma forma digital de moeda obtida por meio de um algoritmo de computador e sem nenhuma autoridade central.

Investimentos em Bitcoin

O Bitcoin é uma moeda virtua que se tornou muito popular, mas ainda tem muitos desafios a superar para se tornar um investimento seguro. (Foto: blockchaintechnologies.com)

O que são moedas virtuais e criptomoedas?

Moedas virtuais e criptomoedas estão na vanguarda da nossa consciência financeira ultimamente. Seja por meio de cobertura em sites de tecnologia ou até mesmo uma referência casual em programas de TV futuristas e tecnológicos, o Bitcoin se tornou uma palavra de ordem.

Bitcoin é um método de transações online. Deve ser pensado como um protocolo primeiro e uma segunda moeda. Pense no Bitcoin como um método de transporte, quase como um “email por dinheiro”. Quando você envia ou recebe um Bitcoin, não está passando por nenhuma instituição central. Você está enviando diretamente para a outra parte da mesma forma que você entregaria dinheiro físico para alguém.

Criptomoedas como Bitcoin e Litecoin são peer-to-peer. Isso significa que qualquer um que se conecte à rede Bitcoin pode fazer o download do blockchain, que é um registro completo de todas as transações que já ocorreram. Isso permite a transparência completa das transações e confia na prova social em vez de confiar nas instituições financeiras.

Moedas virtuais e serviços financeiros

De muitas maneiras, o Bitcoin age como dinheiro digital. Quando alguém é dono do Bitcoin, ele realmente o segura. Se você tiver uma carteira do Bitcoin instalada em seu telefone, por exemplo, essa carteira conterá fisicamente as chaves particulares do endereço do Bitcoin. Ao contrário dos sistemas bancários tradicionais ou outros serviços financeiros, que mostram uma quantia que eles detêm em seus nomes, Bitcoin e cryptomoedas são diferentes na medida em que você segura fisicamente a moeda, em forma de dados, no seu dispositivo. Pode ser pensado como dinheiro digital, que tem algumas ressalvas. Se perder as suas chaves privadas, perdeu o seu Bitcoin, o que é comparável a perder algum dinheiro. ”

O Bitcoin é isento de impostos?

Sim e não. Espera-se que você pague impostos sobre os ganhos de capital da Bitcoin, assim como faria com qualquer investimento fiduciário,. Nos últimos anos, funcionários de empresas foram pagos com Bitcoin e mais do que alguns varejistas aceitam o Bitcoin como pagamento, enquanto outros o mantêm como capital ativo. Alguns países classificam o Bitcoin como “moeda virtual conversível” e abordam seu tratamento fiscal através de decretos e portarias. Em suma, a taxação do Bitcoin depende de como ele é mantido e usado.

No Brasil, a declaração de moedas virtuais vai para a parte de ativos financeiros, declaradas em “Bens e Direitos” com o código 99 (outros bens e direitos). O declarante precisa descrever a data da compra, a quantidade comprada, a cotação em reais, e o valor total da compra em reais.

As moedas virtuais são regulamentadas pelo governo?

Criptomoedas na atualidade são completamente desregulamentadas. São ainda pequenos os passos que estão sendo dados rumo à regulamentação das moedas virtuais. Se você estiver interessado em usar uma criptomoeda como meio de investimento, faça sua devida diligência antes de colocar dinheiro em qualquer corretora de moedas, pois como todo investimento, as criptomoedas também possuem riscos.

No momento, as moedas virtuais são todas de dinheiro privado, e elas não são emitidas por um governo soberano. Assim, eles não são moeda legal. Se você aceitar um desses itens, você o fará por sua própria conta e risco, pois seu valor pode mudar. Isso é verdade toda vez que você aceita permuta por um bem ou serviço que você oferece. O problema com dinheiro “privado” é que sua capacidade de servir como reserva de valor e facilitar as transações é incerta.

O que você já conhece sobre o Bitcoin? Quais moedas virtuais conhece? O que acha sobre o mercado das criptomoedas?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)