Quando os jovens adultos se tornam totalmente responsáveis ​​por suas finanças pessoais pela primeira vez, eles frequentemente são pegos de surpresa. A alfabetização financeira raramente é ensinada na escola, e se suas famílias não discutiram sobre score de crédito, impostos e taxas de juros enquanto cresciam, esses membros recém-formados do “mundo real” podem facilmente se endividar e enfrentar outros problemas financeiros. .

A maioria dos mais jovens está agora com seus 20 e 30 anos, momento em que muitas pessoas tomam grandes decisões financeiras, como a aquisição de casa própria e estratégias de investimento de longo prazo. Se você faz parte desta geração e se sente mal educado sobre suas finanças, ou se você é uma pessoa mais madura que quer aprender mais sobre dinheiro, algumas dicas serão ótimas para você.

Faça cursos online para aprender mais dicas de educação financeira

Dada a propensão da geração do milênio para a tecnologia, eu sugeriria que eles fizessem alguns cursos em economia básica, contabilidade e mercados de capital, com empresas como Coursera, Udemy, SEBRAE e mutas outras empresas. Os cursos são acessíveis, bem entregues e até divertidos. Na minha opinião, eles constituem a maneira mais eficiente de se atualizar sobre quaisquer tópicos em que você esteja interessado, incluindo finanças.

Siga às dicas de economia financeira de listas suas dívidas

Jovens são bastante brilhantes; eles simplesmente não tem a experiência. Imediatamente. É importante que eles façam uma lista de tudo o que gastam em dinheiro a cada mês. Aliste seus pais neste esforço, se possível. Depois que os valores são somados, eles devem se fazer a seguinte pergunta: como eu pago por tudo isso? Este é o primeiro passo para melhorar o conhecimento financeiro, pois dará aos jovens uma noção do valor real do dinheiro.

Educação financeira

Se eduque financeiramente para ter uma vida e um orçamento muito mais tranquilos. (Foto: World.edu)

Aprender sobre finanças é investigar oportunidades de renda passiva

Infelizmente, não há educação financeira adequada em escolas, faculdades ou universidades. Muitos pais também falham nessa área. A maioria das pessoas trabalha por dinheiro a vida toda, entretanto, é possível aprender como o dinheiro que você ganha pode trabalhar para você, de modo que você possa substituir sua renda de “emprego” com a renda passiva de seus investimentos.

Entenda o impacto da sua pontuação de crédito.

Jovens que querem se tornar empreendedores precisam entender que seu crédito pessoal pode ser o fator que define sua capacidade de acessar capital de giro. Obter aprovação para financiamento é um desafio quando a pontuação de crédito é baixa. É importante que eles aprendam a ler um relatório de crédito, permaneçam conscientes de sua pontuação de crédito e entender os fatores que o afetam.

Converse com um mentor confiável para uma melhor educação financeira

Existe uma infinidade de informações disponíveis na Internet para apoiar uma abordagem de autoajuda. No entanto, escolher o cérebro de alguém que você conhece e confia é muito superior. Seus insights mais relevantes geralmente são adaptados às suas necessidades específicas. Encontre alguém que você possa considerar um mentor e faça perguntas para eles.

Acompanhe tudo para obter todo o seu quadro financeiro completo

Há quatro coisas básicas que todos devem saber sobre suas finanças: receitas, despesas, ativos e passivos. As empresas gerenciam seu fluxo de caixa e as pessoas também devem. Existem ferramentas que conectam seu banco, cartão de crédito e outras contas para ajudá-lo a entender suas finanças, muitas delas gratuitas. O aplicativo GuiaBolso, entre muitos outros, é um exemplo desse tipo de ferramenta.

Comece a economizar.

Se os jovens adquirirem o hábito de economizar dinheiro, eles procurarão meios para investir ou gastar economias em algo que sempre desejaram. Com a disponibilidade atual de informações e as pessoas tão acostumadas com o Google, elas começarão a aprender sobre vários produtos financeiros. Além disso, elas não devem ter medo de cometer erros e perder algumas economias, pois isso enriquecerá sua experiência.

Como vocês lidam com as finanças? Quais ferramentas te ajudaram a aprender mais?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)