Ter um casamento não é tão simples como dizer “eu aceito” e colocar as alianças. O custo médio nacional de um casamento pode superar os 40 salários mínimos. Aqui está o que você deve saber sobre os custos do casamento e como estimar realisticamente o que você vai gastar para trocar as alianças, além de dicas para estabelecer um preço justo para seu casamento.

Conheça a média do custo de casamento em sua região

Você precisa pesquisar na sua região os custos médios de um casamento, pois varia muito no Brasil. No mínimo, você precisará dos custos no cartório. As taxas variam de acordo com o estado. É preciso verificar com o cartório de seu estado para saber o preço do registro.

Mas não deixe que os números te enganem. A média de custo de um casamento é alta, e esse número exclui a lua de mel. Mas lembre-se que as médias não contam toda a história. Especialistas apontam que eles podem ser facilmente distorcidos.

Um casamento de R$1 milhão pode trazer a média de milhares de casamentos de R$10.000. Portanto, trate esses dados como uma referência, não uma expectativa. E você não precisa preencher todos os itens da lista. Por exemplo, você pode optar por ignorar favores e conectar seu smartphone a um sistema de alto-falantes em vez de contratar uma banda ou um DJ.

Preste atenção aos detalhes do preço de um casamento

Mesmo se você planeja um casamento com todos os opcionais, você ainda pode reduzir os custos sendo flexível sobre certos fatores:

Ajuda contratada

Pedir a um amigo para fazer bartender e fazer decorações é mais barato do que pagar por serviços profissionais e pacotes premium.

Localização

Onde você se casa, importa e não apenas para o local. Por exemplo, um casamento em um salão de festas badalado pode ser bem mais caro do que um casamento em uma granja alugada. Se você pretende casar em uma grande área metropolitana, espere preços mais altos e maior competição por locais e outros serviços.

Custos do casamento

Um casamento pode custar caro, e o planejamento vai evitar gastos acima do que você tem. (Foto: Marriage.com)

Tamanho da lista de convidados

Alguns locais tem exigências mínimas e máximas de convidados e tem preços correspondentes, e os fornecedores podem cobrar por pessoa por comida e bebida. A contagem de cabeças afeta as despesas em toda a linha. Com menos 10 convidados em sua lista,você cortaria pelo menos uma mesa: são 10 cadeiras, 10 configurações de lugares, 10 favores e uma peça central que você não está pagando. Ao cortar sua lista de convidados por 10 ou 20 pessoas, você pode economizar muito dinheiro.

Estação do ano

Aquele casamento ensolarado de verão provavelmente vem com um trade-off no preço. Locais de cerimônias, salas de recepção e fotógrafos são conhecidos por oferecer tarifas mais baixas durante os meses de baixa temporada, como os meses chuvosos ou mais frios.

Dia da semana

Sábado é o dia mais popular para casamentos, e a alta demanda geralmente vem com um preço mais alto. Você pode economizar agendando seu grande dia em um domingo ou dia da semana, a menos que coincida com um feriado popular.

Compare preços e serviços de casamento

Depois de escolher os serviços que você deseja, a melhor maneira de identificar preços justos e aproximar a conta total é perguntar por aí. Converse com amigos e familiares que passaram recentemente pelo processo ou consulte um organizador de casamentos. Receba cotações de vários fornecedores. Em seguida, escolha as opções que você acha que são o melhor valor.

Receba cotações de vários fornecedores e preste atenção ao que está incluído nas taxas

Ao fazer compras, preste atenção ao que está incluído nas taxas. Alguns locais oferecem mesas, cadeiras, toalhas de mesa e equipamentos de áudio sem custo adicional. Outros cobram extra ou exigem que você alugue esses itens de fontes externas. Compare tudo ao avaliar os custos.

Negocie se necessário

Se você achar necessário negociar, faça-o com cuidado e respeito. Os vendedores que estão começando no negócio geralmente cobram menos do que aqueles com mais experiência. Se você tem um planejador de casamentos, ele deve saber o que é razoável e onde encontrar espaço de manobra. Se você pode encontrar um lugar onde eles possam fazer o casamento, bem como a recepção, então eles devem estar dispostos a dar-lhe uma folga no preço. Você também pode diminuir as taxas por conta própria. Considere pedir aos fornecedores que reduzam o que está incluído nos pacotes. Por exemplo, peça ao fotógrafo que trabalhe algumas horas em vez de todo o dia, ou descubra se o fornecedor pode limitar os convidados a uma ou duas bebidas em vez de oferecer um bar aberto.

Antecipe custos extras

Mesmo com um planejamento cuidadoso, surpresas são obrigadas a aparecer. Permita um fundo extra de 10% cubra as taxas escondidas, excedentes e adições aos custos do casamento.

Quanto custa casar?

Não se curve com a pressão de parentes, amigos, mídias sociais ou relatórios de gastos. Seus gastos com casamento devem estar alinhados com sua renda, despesas regulares e outras metas financeiras.

Depois de estabelecer um orçamento, decidir o tipo de casamento desejado e comece a comparar os custos, insira os números. Use uma calculadora para ajudar você a descobrir o que gastará no geral.

E assim, após essa pesquisa, você terá uma média bem realista sobre o quanto gastar em um casamento.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas para que possamos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)