Depósitos bancários consistem em dinheiro depositado em instituições bancárias para custódia. Esses depósitos são feitos para contas de depósito, como contas poupança, contas correntes e contas do mercado monetário. O titular da conta tem o direito de sacar fundos depositados, conforme estabelecido nos termos e condições que regem o contrato de conta.

O depósito identificado é um dos tipos de depósito que pode ser realizado para identificar quem realizar o pagamento.

Como funcionam os depósitos bancários?

O depósito em si é um passivo devido pelo banco ao depositante. Depósitos bancários referem-se a esse passivo e não aos fundos reais que foram depositados. Quando alguém abre uma conta bancária e faz um depósito em dinheiro, ele entrega o título legal ao dinheiro, que se torna um ativo do banco. Por sua vez, a conta é um passivo para o banco.

As contas poupança e corrente aceitam depósitos bancários. Depósitos bancários são considerados sob demanda (o banco precisa devolver seus fundos sob demanda) ou depósitos a prazo (os bancos solicitam um período de tempo especificado para acessar seus fundos).

O que é deposito identificado?

Uma conta corrente ou conta poupança podem ter depósitos identificados para que o dono da conta saiba que depositou o dinheiro. Geralmente isso é necessário quando é preciso realizar o pagamento por um serviço ou produto. Os clientes depositam dinheiro e o dinheiro depositado pode ser sacado conforme o titular da conta desejar, sob demanda, sabendo exatamente quem efetuou o depósito. Este poderá ser uma empresa ou Pessoa Física.

As contas corrente permitem que o titular da conta retire fundos usando cartões bancários ou cheques. Em alguns casos, os bancos cobram taxas mensais pelas contas correntes, mas podem renunciar à taxa se o titular da conta atender a outros requisitos, como a criação de depósitos diretos ou a realização de um determinado número de transferências mensais para uma conta poupança. Para identificar o depósito que foi realizado, o cliente deverá verificar o extrato da conta.

Depósito identificado

O depósito identificado serve para facilitar a identificação de um depósito para comprovação de certos pagamentos. (Foto: Asset Search Blog)

Como fazer um depósito identificado?

Para fazer um depósito identificado, o cliente deverá ir até uma agência bancária da mesma instituição financeira do cliente e fazer um depósito diretamente na boca do caixa. Ao realizar este depósito, o cliente deverá dizer que pretende fazer um depósito identificado. O depósito poderá ser realizado por cheque e/ou dinheiro. O cliente pessoa física ou jurídica precisará fornecer dados como CPF ou CNPJ, nome ou nome da empresa, para a identificação correta do depósito.

Taxa para depósito identificado

Algumas instituições financeiras podem cobrar taxas para que sejam realizados depósitos identificados. É bom verificar com a instituição quais são as taxas ou condições para que sejam realizados os depósitos identificados. Como são mais usados por empresas, é importante que a própria empresa negocie com as instituições em que tem contas melhores condições para pagar menos taxas.

Quais outras opções além do depósito identificado?

Há duas formas mais práticas de realizar a identificação de um depósito: número do envelope e por transferência bancária.

Ao realizar um depósito por envelope, anote o número do envelope depositado e envie para a pessoa ou empresa na qual depositou os valores. O número do envelope vai aparecer no extrato da conta, facilitando a identificação.

A melhor e mais segura forma, no entanto, é a transferência bancária. Ela identificará quem fez a transferência através do CPF ou CNPJ, deixando mais claro ainda quem fez o pagamento de dado valor.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)