O cheque especial geralmente gera medo nas pessoas que estão com problemas financeiros. Porém, não deveria. Assim como qualquer ferramenta do nosso sistema financeiro, o cheque especial é algo extremamente positivo quando bem utilizado. Porém, podem haver situações em que o uso do cheque especial pode ser menos do que o ideal.

O que é o cheque especial?

Um cheque especial é uma extensão do crédito de uma instituição de crédito quando uma conta chega a zero. Um cheque especial permite que o indivíduo continue retirando dinheiro mesmo que a conta não tenha fundos ou não o suficiente para cobrir a retirada. Basicamente, o cheque especial significa que o banco permite que os clientes empreguem uma quantia fixa de dinheiro.

Com uma conta de cheque especial, seu banco cobre cheques que, de outra forma, seriam devolvidos e devolvidos sem pagamento. Como acontece com qualquer empréstimo, você paga juros sobre o saldo devedor de um empréstimo de cheque especial. Muitas vezes, os juros sobre o empréstimo são menores do que os cartões de crédito. Em muitos casos, há taxas adicionais pelo uso de proteção de cheque especial que reduzem a quantia disponível para proteção de cheque especial, como taxas de fundos insuficientes por cheque ou retirada.

Cheque especial e sua pontuação de crédito

Seu banco pode optar por usar seus próprios recursos para cobrir seu cheque especial. Outra opção é vincular o cheque especial a um cartão de crédito. Se o banco usa seus próprios fundos para cobrir seu cheque especial, ele normalmente não afetará sua pontuação de crédito. Quando um cartão de crédito é usado para a proteção de cheque especial, é possível que você possa aumentar sua dívida até o ponto em que ela possa afetar sua pontuação de crédito. No entanto, isso não aparecerá como um problema com cheque especial em suas contas correntes.

Se você não pagar seus saques a uma quantia predeterminada, seu banco poderá fazer uma cobrança ou até negativar seu nome, se não pagar. Essa ação de cobrança pode afetar sua pontuação de crédito e ser informada às três principais agências de crédito. Depende de como a conta é relatada às agências quanto a se ela aparece como um problema com um cheque especial em uma conta corrente.

Como usar o cheque especial?

A proteção do cheque especial oferece uma valiosa ferramenta para gerenciar sua conta corrente. Se você se esquece que estava sem dinheiro na conta, o cheque especial garante que você ainda tenha como realizar pagamentos. No entanto, os bancos cobram uma taxa e ganham dinheiro com esse serviço. Certifique-se de usar a proteção de cheque especial com parcimônia e somente em uma situação de emergência, pois os juros são altos e é pago IOF sobre o uso do cheque especial.

A quantia de cheque especial varia de acordo com a conta e por banco. Em alguns casos, o cliente precisa solicitar a adição de proteção de cheque especial. Se a proteção for usada excessivamente, a instituição financeira pode remover a proteção da conta, aumentar ou reduzir o cheque especial disponível.

Cheque especial

O cheque especial pode ser uma armadilha para suas finanças e prejudicar sua estabilidade financeira se não for bem utilizado. (Foto: UniBul’s Money Blog)

Vantagens e desvantagens do cheque especial

Um cheque especial é um recurso de empréstimo ligado à sua conta bancária, definido em um limite acordado. Ele pode ser utilizado a qualquer momento e é mais útil para as despesas do dia-a-dia, pois pode ajudá-lo a gerenciar seu fluxo de caixa com mais flexibilidade.

Vale a pena notar que os empréstimos são provavelmente mais apropriados para financiamento de longo prazo. Um cheque especial provavelmente custará mais do que um empréstimo para uma compra de longo prazo.

Vantagens

Um cheque especial é flexível – você só toma emprestado o que precisa no momento, o que pode torná-lo mais barato do que um empréstimo.

É rápido para organizar.

Normalmente, não há cobrança para pagar o cheque especial antes do esperado.

Desvantagens

Se você tem que estender seu cheque especial, você geralmente tem que pagar uma taxa de acordo.

Seu banco poderá cobrar se você exceder seu limite de saque do cheque especial sem autorização.

O banco tem o direito de solicitar o pagamento do seu cheque especial a qualquer momento, embora seja improvável que isso aconteça, a menos que você tenha dificuldades financeiras.

Saques a descoberto podem ser garantidos contra ativos comerciais.

Ao contrário dos empréstimos, você só pode obter um cheque especial do banco onde mantém sua conta atual. A fim de obter um cheque especial em outro lugar, você precisa transferir sua conta bancária comercial.

A taxa de juros aplicada é quase sempre variável, dificultando o cálculo preciso dos seus custos de empréstimos.

As facilidades de cheque especial não utilizados podem ser reduzidas pelos bancos a curto prazo, embora seja improvável que isso aconteça, a menos que você tenha dificuldades financeiras.

O cheque especial faz bem para suas finanças?

Tenha em mente que o que começa como um bom negócio pode mudar – assim como suas necessidades. Vale a pena rever suas opções regularmente. Como emergência, o cheque especial é bom para suas finanças. Porém, se você começar a usar o cheque especial com muita frequência, é bom rever suas finanças para analisar as causas desse uso frequente para evitar pagar juros altos pelo cheque especial.

Como você usa o cheque especial? Você acha ele bom ou ruim?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)